quarta-feira, 5 de maio de 2010

E se isto fosse o Record?

Eu às vezes escrevo coisas assim. E muitas vezes quase ninguém as lê. Dizem-me que tenho de as publicar. Então vá. Seja.

Pablo & Javier

No balneário deve ser assim: "- Tu hoje foste o melhor. - Não, tu é que foste. - Não, tu foste melhor. - Não, tu é que foste." Aimar e Saviola já se devem ter elogiado mais um ao outro nos jornais do que José Mourinho em frente ao espelho. Há dez anos, ainda faziam estragos na frente de ataque do River Plate, Saviola disse de Aimar: "Ele simplifica as coisas." Como bom maestro, Pablo devolveu o elogio a quem tem as unhas para tocar a guitarra: "Ele tem explosão, velocidade e um futuro enorme." Esse futuro aconteceu, mas afastou-os algum tempo. No início desta época, por graça de Jesus, voltaram a encontrar-se no relvado. E é como se fossem miúdos a jogar na rua: trocam as voltas aos adversários e sorriem como quem diz "já enganámos mais onze". Quando se começou a falar de uma eventual vinda de Saviola para o Benfica, Aimar explicou à "Mística", revista oficial do clube, a razão de tanto entendimento: "Jogámos juntos desde pequenos. A mãe dele fazia muitas vezes comida para mim e eu ficava muitas vezes em casa deles. O nosso futebol era o reflexo da amizade que nos unia e a arte saía de forma natural dos nossos pés. Foi o avançado com que melhor me entendi. É interessante que quando fui para o Saragoça me disseram que ele ia para lá, mas acabou por ir para o Real Madrid. Foi pena, pois gostaria de ter voltado a jogar com ele e ainda tenho esperança que tal aconteça." Hoje, não há como eles a dançar o tango. O Benfica pode não ganhar o campeonato, ficar a meio caminho na Taça da Liga e na Liga Europa (que bata na madeira todo e qualquer benfiquista que nos leia), mas esta dupla já esbanjou talento nos relvados portugueses. E nem o mais doente adepto do Porto, Sporting ou Braga nega a evidência: se este Benfica deslumbra, é muito por culpa destes dois. Que querem ir juntos ao Mundial, assim El Pibe o permita. É que Maradona já se vergou ao talento de Aimar, mas ainda não está completamente convencido com Saviola. Parece que não sabe que um mágico precisa sempre de um coelho para tirar da cartola.

3 comentários:

O Guaxinim disse...

Pois, devias escrever mais coisas assim, é verdade.

Raul e Joel Carvalho disse...

Divulgação novo blog noticiário Humuristico:

http://noticiasanctuanlizadas.blogspot.com/

Bluebluesky disse...

clap clap clap. Gostei!